quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

O TALENTO TEM NOME


Bibiu, pernambucano de nascimento, alagoano de coração, pai de seis filhos com Dona Neide Benedita Costa, hoje com 67 (sessenta e sete anos) é o mais talentoso atleta da Associação dos Amigos da Cambona. 
Iniciou sua carreira no Estivadores Futebol Clube, agremiação portuária, mantida pelos funcionários que trabalhavam com embarque e desembarque no cais do Porto de Maceió. Por lá passaram craques como Canhoteiro, Canhoto e outros famosos, entretanto, mesmo sendo uma equipe em plena ascensão, Bibiu pouco demoro por lá, logo os diretores do Centro Esportivo Alagoano o levaram para o Mutange, onde se tornou em : 65, 66 e 67, tri campeão alagoano.
O mais interessante, foi que o CSA também não conseguiu segurar por muito tempo o seu quarto zagueiro, o Sport Clube do Recife, atual campeão da Copa do Brasil, veio ao seu encalce e o levou para a Veneza Brasileira, onde ao lado de: Niltão, Aguiar, Gilson, Helminto, Walter, Vadinho, Dema, Renato, Acelino e Ricardo, conquistou o Nordestão de 1970. Permaneceu no SPORT até 1973, quando a saudade da terrinha bateu mais forte e retornou ao CSA, tornando-se mais uma vez campeão alagoano em 1974.
Já consagrado teve seu ego ainda mais acariciado, quando em 1976, o grande rival azulino, o Clube de Regatas Brasil, o levou nas caladas da noite para a Pajuçara. Demorou pouco no CRB, o São Sebastião de Porto Calvo, que tinha tornado-se campeão da segunda divisão e conseqüentemente subido para a primeira, para reforçar o seu elenco, contratou para campanha de 1978 e 79, o melhor quarto zagueiro alagoano, que fez mais uma vez valer o seu grande futebol, sendo apontado pela crônica esportiva, como um dos melhores jogadores do campeonato daquele ano. Hoje residindo no bairro da Massagueira, a margem da Lagoa Mundaú, passa boa parte do tempo pescando, entretanto, quando visitado por fãs e amigos, os recebe regado sempre a uma excelente peixada, preparada por Dona Neide, sua esposa. 
FATO PITORESCO 
Sendo apaixonado por futebol, vascaíno doente, sofre sempre com as gozações de: Kleber, Kiko, Chico, Bruno e outros rubro-negros doentes, em cima do Vasco da Gama, agora na segunda divisão, entretanto, a resposta vem na hora do bate-bola, quando mostra que quem foi Rei, não perde a Majestade.
Ano de 2008, um dos associados Kristiano Costa Coutinho, mais conhecido como Kiko, rapaz de 1.80 de altura, beirando os 30 anos de idade, esbanjando saúde e categoria, tornou-se o artilheiro do ano, desbancando o já consagrado, Aldemário Rodrigues, entretanto, o que ele não esperava, era a efervescência do futebol brilhante de Bibiu em 2009. Lá se vão dois meses de memoráveis sábados de bate bola e os gols do KIKO SUMIRAM, o que hoje assistimos, são as brilhantes performances do consagrado Bibiu nos seus 67 anos, anulando e sobrepondo a juventude, deixando todos os associados do Cambonense, boquiabertos com tanto vigor e técnica apresentada pelo nosso mestre.
Bibiu, como carinhosamente é chamado por todos, goza da amizade e carinho irrestrito entre os Cambonenses, que têm orgulho de sua presença todos os sábados, mesmo morando no bairro bem distante, é o primeiro a chegar na Sede da AAC, onde esperamos por muito tempo ainda vê-lo como seu brilhante futebol. 
Parabéns Bibiu.